Osteopatia

A Osteopatia é um sistema de avaliação e tratamento, com metodologia e filosofia própria, que visa restabelecer a função das estruturas e sistemas corporais, agindo através da intervenção manual sobre os tecidos (articulações, músculos, fáscias, ligamentos, cápsulas, vísceras, tecido nervoso, vascular e linfático).

A Osteopatia é tão concreta, que é recomendada e incentivada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como prática de saúde. O corpo humano é um sistema capaz de se auto-regenerar, sendo o dever do osteopata eliminar os fatores que o impedem de funcionar de forma saudável. Assim, cientificamente a Osteopatia assenta na anatomia e simultaneamente recorre a uma visão holística.

Uma abordagem que integra a mente e o corpo, sendo que este acaba por curar-se a si mesmo desde que a sua mecânica interna esteja saudável.

O campo de tratamento da osteopatia é muito amplo pois ele abrange todo o corpo humano. Esta pode tratar as doenças mais frequentes, nomeadamente ciáticas, lombalgias, dorsalgias, cervicalgias, escolioses, hérnias discais e torcicolos. Podem ser tratados também entorses, tendinites, epicondilites, síndromes do túnel cárpico, dores nos ombros, problemas da articulação temporo-mandibular (ATM) e tensões e contraturas musculares.

A lista abrange ainda muito dos problemas decorrentes de acidentes de viação, quedas, fraturas ou cirurgias. A osteopatia pode ajudar a resolver também enxaquecas, dores de cabeça, problemas digestivos, insónias, depressão, vertigens, labirintite, sinusite, glaucoma, tensão pré-menstrual, obstipação, stress e problemas respiratórios. O osteopata não elimina apenas as consequências do problema.

Durante as consultas, procura sempre desvendar a razão do sintoma para poder curar o doente. Para isso, e utilizando as mãos como instrumento, recorre a variadas técnicas. Estas são as mais comuns:

TÉCNICAS ESTRUTURAIS (que visam reajustar uma articulação, mesmo se o seu deslocamento é mínimo e invisível nas radiografias)

TÉCNICAS MUSCULARES (que visam o tratamento dos músculos e tendões)

TÉCNICAS CRANIANAS (que são as mais subtis e que permitem tratar a totalidade do corpo partindo do crânio)

TÉCNICAS VISCERAIS (que tratam dos órgãos e das relações entre eles)

TÉCNICAS LINFÁTICAS E IMUNITÁRIAS (que visam o sistema linfático e o sistema imunitário)

TÉCNICAS FACIAIS (que trabalham sobre os tecidos faciais do corpo humano)

ÁREAS DE INTERVENÇÃO

Melhora o desempenho desportivo atuando sobre estruturas osteoarticulares que estejam na origem da dor, como também ajuda a prevenir lesões nos tecidos que estejam inadaptados ao exercício exigido pela actividade física.​

A atividade laboral muitas vezes obriga a movimentos repetidos ou posições estáticas prolongadas no tempo. Estes podem causar algumas alterações estruturais que podem ser responsáveis pelo aparecimento de dor. Se estas alterações forem tratadas aquando do seu aparecimento melhora o bem-estar e o próprio desempenho laboral.

Perante o processo natural de envelhecimento, a Osteopatia apresenta técnicas articulares específicas que contribuem para a boa condição da articulação, melhorando assim a qualidade de vida do idoso.​

As crianças devem fazer Osteopatia periodicamente à medida que se adaptam ao seu crescimento. À medida que crescem, as crianças estão muito vulneráveis a alterações posturais como escolioses. Este tipo de situações causa desconforto, que pode resultar em diminuição da concentração na escola, dificuldades de aprendizagem e aparecimento de alterações comportamentais.

O toque desenvolvido do Osteopata permite o uso de técnicas extremamente delicadas, que têm como objectivo resolver estas disfunções, a fim de aliviar o mau-estar e melhorar a função do corpo do jovem.

Durante o processo de gravidez a estrutura corporal da mãe vai sofrendo alterações em função do aumento de volume abdominal. Isto pode ser particularmente difícil, podendo sofrer dores nas costas e na bacia, o que torna coisas simples como caminhar, sentar ou virar na cama, momentos desconfortáveis.


A Osteopatia pode proporcionar alívio de dores, melhorando a qualidade de vida da futura mãe, permitindo desfrutar a sua gravidez de forma confortável. A segurança da mãe e do bebé são as principais preocupações do Osteopata. As técnicas osteopáticas são perfeitamente seguras em todas as fases da gravidez.


O bem-estar da mãe influencia o bem-estar do bebé.

Slider

A Osteopatia é um sistema de avaliação e tratamento, com metodologia e filosofia própria, que visa restabelecer a função das estruturas e sistemas corporais, agindo através da intervenção manual sobre os tecidos (articulações, músculos, fáscias, ligamentos, cápsulas, vísceras, tecido nervoso, vascular e linfático).

NA MAISCLINIC

PROCURAMOS REEQUILIBRAR O ORGANISMO ATRAVÉS DE TÉCNICAS MANUAIS

O campo de tratamento Osteopatia é muito amplo pois abrange todo o corpo humano, podendo tratar as doenças mais frequentes (ciáticas, lombalgias, cervicalgias, escolioses, hérnias discais e torcicolos, síndromes do túnel cárpico, tensões ou contraturas musculares) como pode ajudar a resolver enxaquecas, problemas digestivos, insónias, problemas respiratórios ou outros.

Não interessa ao osteopata apenas a eliminação do sintoma, ele procura sempre a causa do sintoma para poder eliminar o problema e curar o doente.

É uma disciplina terapêutica que se interessa pelo organismo humano e os seus movimentos, procurando desbloquear as restrições de mobilidade que possam existir nos músculos, esqueleto, articulações, mas também dos órgãos internos e da parte sacrocraniana (do crânio ao osso sacro, no fim da coluna). Age no tratamento de várias doenças mas também na sua prevenção, sem recurso a medicamentos ou cirurgia. A osteopatia vê o organismo humano como um todo, onde tudo está relacionado e pode influenciar outros sistemas: por exemplo, o sistema articular, através do sistema neurológico pode influenciar a parte visceral, dos órgãos internos. Através de técnicas manuais, o osteopata procura reequilibrar o organismo.

COM A OSTEOPATA

DRª. INÊS ATAÍDE SILVA

A SUA ATENÇÃO É DEDICADA AO DOENTE E NÃO À DOENÇA

Na MAIS Clinic, a médica do doente, além de disponibilizar os seus conhecimentos nas várias especialidades clínicas, irá compreender todos os problemas clínicos e a sua inter-relação, definir as prioridades e de, em conjunto com o doente, definir o plano de actuação mais adequado e mais eficiente segundo as necessidades de cada doente.